Especialidades

Retocele

Epidemiologia

  • A retocele ocorre mais comumente em mulheres idosas e multíparas (que já passaram por vários partos), sendo associada à defecação obstruída.

Sinais e sintomas

  • Defecação obstruída é o sintoma mais comum. Outros sintomas podem ocorrer: plenitude retal, sensação de peso vaginal durante a defecação, evacuação incompleta, dor e sangramento retal.

Diagnóstico

  • Algumas pacientes são assintomáticas. Exames de manometria, sensibilidade retal, eletromiografia, latência do nervo pudendo e proctografia são alguns exames que ajudam no diagnóstico.

Tratamento clínico

  • O tratamento cirúrgico é o mais indicado para a retocele.

Tratamento cirúrgico

  • Algumas técnicas cirúrgicas e diferentes abordagens podem ser utilizadas. O uso de grampeador cirúrgico tem sido eficiente para o reparo cirúrgico da retocele.

Prognóstico

  • O reparo da retocele é seguro e efetivamente corrige seus sintomas, dando a paciente uma melhor qualidade de vida.

Retocele é o deslocamento da parte mais inferior do reto, que empurra a parede posterior da vagina no momento de defecar, causando dificuldade no esvaziamento intestinal.

« voltar
mar 25, 2014 | Publicado por in Especialidades | Comentários desativados