Especialidades

Fissura anal

Epidemiologia

  • Definição: é uma lesão proctológica comum, caracterizada por uma ruptura da pele na região do ânus. É decorrente de algum trauma da região anal, como a evacuação com fezes volumosas e endurecidas.
  • Incidência:pode ocorrer em qualquer idade, tanto em homens quanto em mulheres, porém é mais comum nos adultos jovens.
  • Sintomas: os sintomas da fissura anal são dor, sangramento e coceira. Manchas de sangue no papel higiênico associados a uma intensa dor durante o ato de defecação que faz com que o paciente comece a evitar ir ao banheiro, agravando o problema.

Diagnóstico

  • É facilmente diagnosticada por meio de exame anal e fica evidente com o toque retal.

Tratamento

A fissura anal pode cicatrizar-se naturalmente, ou por intermédio de aplicação de uma simples pomada, utilização de cremes ou supositórios ou, em casos mais graves, tratamento cirúrgico.

  • Cirurgia convencional: cirurgia rápida de baixa complexidade com o objetivo de reconstruir o músculo do ânus. No caso das fissuras crônicas -cerca de 40% dos casos-, já se torna necessário o tratamento cirúrgico e a aplicação de procedimentos como, por exemplo, a esfincteroplastia, que é o tratamento de uma porção do músculo do ânus.
  • Procedimento: cirurgia convencional que consiste na realização da fissurectomia.

Prognóstico

  • A recuperação é rápida e quase indolor, com afastamento das atividades habituais por, no máximo, dois a três dias. A dor, se presente, pode ser resolvida com o uso de analgésicos via oral.
« voltar
mar 25, 2014 | Publicado por in Especialidades | Comentários desativados