Instituto Jorge ReinaProcedimentos minimamente invasivos, que incluem a cirurgia laparoscópica, utilizam-se de alta  tecnologia. Na maioria dos procedimentos, o cirurgião faz várias pequenas incisões e insere pequenos portais chamados trocartes. Gás de dióxido de carbono é normalmente utilizado para insuflar a área, criando um espaço entre os órgãos internos e parede abdominal. Em seguida, uma câmera em miniatura (geralmente um laparoscópio ou endoscópio) é colocado através de um dos trocartes para a equipe cirúrgica pode ver o procedimento através de monitores com a imagem ampliada. Instrumentos especializados são colocados através dos outros trocartes para executar os procedimentos.

Há alguns procedimentos cirúrgicos avançados que podem ser utilizados através de um portal único, isto é, uma outra abordagem para realizar cirurgias laparoscópicas tradicionas, utilizando-se dos mesmos instrumentos.

Benefícios de procedimentos minimamente invasivos

Além dos resultados equivalentes à tradicional cirurgia “aberta” (que às vezes exigem uma grande incisão), os procedimentos minimamente invasivos podem oferecer benefícios significativos, tais como:

· Recuperação mais rápida – O procedimento minimamente invasivo requer incisões menores do que a cirurgia convencional – a cura pode ser mais rápida;

· Menor tempo de internação – Procedimentos minimamente invasivos ajudam na volta para as atividades mais rapidamente em comparação à cirurgia convencional.

· Menos cicatrizes – A maioria das incisões é pequena e as cicatrizes são mínimas;

· Menos dor – Os procedimentos são menos invasivos em comparação à cirurgia convencional, resultando em menos dor.